Dia 05, de Passo Fundo/RS à São Miguel das Missões/RS

Dia 05, de Passo Fundo/RS à São Miguel das Missões/RS

  
843   0   17   2   0
Comentários (0)

03/07/2014. Na manhã do quinto dia fui tentar consertar a lente do pisca dianteiro da Tiger, que tinha quebrado na queda da Claide na Serra do Corvo Branco no nosso terceiro dia de viagem. Pesquisei na internet e acabei encontrando uma concessionária Yamaha próximo do hotel. Peguei a Tiger e fui para lá. Chegando na Moto Sport Yamaha (GPS: S28.26662° W52.42031°) fui atendido pelo Marcus Vinicius que, mesmo não sendo uma moto Yamaha, entendeu que estávamos de passagem e precisávamos de ajuda para poder continuar com tranquilidade a viagem. O pessoal da concessionária conseguiu adaptar uma seta e aproveitei para comprar outra sobressalente para usarmos caso tivéssemos um novo problema na viagem. Se você motociclista tem uma moto Yamaha ou mesmo de outro fabricante e precisar de assistência perto de Passo Fundo/RS, entre em contato com eles.

Depois disso voltei para o hotel, encontrei a Claide que tinha aproveitado para descansar um pouco mais. Fechamos nossas malas e fizemos o checkout. Nosso plano inicial era terminar o dia em São Borja/RS, divisa com a Argentina, mas infelizmente só conseguimos subir nas motos perto do meio-dia. O dia ia ser puxado.

Na saída de Passo Fundo/RS procuramos por um restaurante para almoçarmos, mas não nos animamos com nenhum no caminho. Acabamos pegando um pequeno trecho da RS-324 para acessar a BR-285 e então seguimos sentido oeste. Cerca de 40km depois, na cidade de Carazinho/RS, encontramos um restaurante de beira de estrada que estava cheio, uma indicação que a comida deveria ser boa. O restaurante se chamava Amarelinho (GPS: S28.31178° W52.79276°), servia refeição por kilo, tinha um buffet de saladas e pratos quentes e também uma churrasqueira com grelhados. A comida estava boa e almoçamos bem. Aproveitamos também para entrar em contato com nosso corretor de seguros, que estava providenciando as extensões de cobertura e os seguros internacionais que precisávamos para a viagem, informando que prevíamos entrar ainda naquele dia na Argentina. Ficou combinado que ele nos mandaria os documentos durante a tarde.

Às 13:00 estávamos de volta nas motos e continuamos pela BR-285. A estrada foi estatizada no final de 2013. No trecho que passamos, todas as praças de pedágio estavam desativadas, a pavimentação estava ruim, com muitos buracos e remendos. Havia pontos com equipes tapando os buracos, mas simplesmente jogavam pedras e piche e deixavam os carros comprimirem, um perigo, pegar um remendo daqueles numa curva era grande a probabilidade de um tombo. Assim como no dia anterior, a falta de educação e atenção dos motoristas com motociclistas continuava, então se for passar na BR-285, redobre a atenção.

Chegando em Ijuí/RS, no posto Agip (GPS: S28.38343° W53.88550°), fizemos nova parada para abastecimento e esticar as pernas. Por sorte, enquanto estávamos no posto, caiu uma pancada de chuva e escapamos de nos molharmos em cima da moto.

No nosso plano original, depois de Ijuí/RS iríamos passar em algumas das cidades do roteiro conhecido por “Sete Povos das Missões”. Estas cidades surgiram de antigos assentamentos jesuítas dos séculos XVII e XVIII, nelas podemos ver sítios arqueológicos, catedrais e santuários. Como o cronograma para o dia já tinha furado, acabamos simplificando o roteiro e decidimos visitar apenas as ruínas na cidade de São Miguel das Missões/RS.

Ainda na BR-285, tinha trechos do asfalto sujo de terra, trazida pelos caminhões das fazendas próximas a rodovia. Para piorar começou a chover, a pista não chegou a ficar escorregadia, mas deu para fazer uma lambança nas nossas roupas e nas motos. Saímos na RS-536, são 15km da estrada de acesso à São Miguel das Missões. A primeira metade da estrada estava em boa condição, mas a segunda metade tinha muitos buracos, uma vergonha.

Chegamos no Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo às 16hs. A entrada para visitar o parque histórico custou R$5,00 por pessoa e deu acesso às ruínas, bem como ao museu. O lugar é maravilhoso, foi um dos pontos altos da nossa viagem. Lá, um grande jardim bem cuidado, com algumas árvores frutíferas, dá acesso à Igreja e às ruínas do povoado. No museu pudemos ver diversas imagens de santos, muitas delas bem preservadas.

Antes de sair, aproveitamos para entrar em contato novamente com o nosso corretor de seguros, cobrando os documentos, foi quando descobrimos que a Mapfre tinha cancelado o seguro da Tiger sem nos avisar. A BMW, segurada pela Porto Seguro, não teve nenhum problema e ele conseguiu finalizar todos os documentos necessários. Eles seriam enviados na manhã do dia seguinte. Já a Mapfre, para piorar, queria que a moto passasse novamente pela vistoria, disponível apenas em Porto Alegre/RS. Tínhamos que tomar uma decisão: se desviaríamos o nosso roteiro, abortaríamos a viagem ou se continuaríamos sem a extensão do seguro. Muito aborrecidos, tomamos a decisão de seguir viagem sem a proteção fora do Brasil. Providenciamos apenas o seguro “carta-verde”, um seguro contra terceiros obrigatório em alguns países do Mercosul.

Decidimos dormir na Pousada das Missões (GPS: S28.54853° W54.55844°) em São Miguel das Missões/RS, pois na manhã seguinte, teríamos que esperar o recebimento das cartas-verdes para cruzar a fronteira e já começava a escurecer. A pousada é bem simpática, com vários quartos individuais e alojamento comunitário para alberguistas. Na pousada servem apenas café da manhã, bem farto por sinal, mas à noite, escolhemos pizza entre as opções de entrega de comida.

Veja também:
- o relato da Claide para este dia: "Quinto dia de Viagem, com emoção/imprevistos, claro..."
- o relato do dia anterior: "Dia 04, de Urubici/SC à Passo Fundo/RS"
- o relato do dia seguinte: "Dia 06, de São Miguel das Missões/RS à Resistencia/CHO/ARG"

Anexos

  • Descrição do Arquivo
    Tamanho do Arquivo
    Tipo do Arquivo
    Downloads
  • mr2014_05_full.GPX.zip
    Track Garmin (completo e compactado .zip) do trecho que fizemos no dia 05 da expedição.
    57 KB
    0
  • mr2014_05_cpt.GPX
    Track Garmin (compacto) do trecho que fizemos no dia 05 da expedição.
    115 KB
    gpx
    1

Comentários dos Usuários

Não há comentários de usuários para este item.
Já possui uma conta?
Comentários
Powered by JReviews