Finalmente Serra do Rio do Rastro.... com direito a sermão da polícia federal...

Finalmente Serra do Rio do Rastro.... com direito a sermão da polícia federal...

Hot
  
1839   0   10   0   0
Comentários (0)

Dia 02/07, nosso quarto dia de viagem, acordamos cedo novamente, porém encontramos o nosso amigo Celso no café da manhã, aquele cara que nós abordou na lanchonete/café, e deu várias dicas sobre nossa viagem, e até indicou a pousada que dormimos, pois bem, ouvindo as inúmeras histórias deles, e todas muito engraçadas, acabamos saindo atrasados, lá pelas 10:30, o que claro, custou uns 200km percorridos a noite, mas faz parte da viagem, e a torna tão única, mas isso vem lá no final do nosso dia.

Fomos agraciados com um dia lindo novamente, acordamos, e tudo ao nosso redor era mata, animais, e um café da manhã digno do interior, tudo muito fresco, e caseiro, o que nos animou muito, alí sentamos, tentamos acessar alguns sites, mas o sinal de internet era bem ruim (visto que nem postei o dia anterior no blog, apenas escrevi), conversamos por uma hora com nossa amigo Celso, (quantos "causos") comemos muito, só que era quase impossível resistir a tanta coisa boa, gastamos mais 1 hora para colocar tudo nos baús ( essa tem sido a parte mais desafiadora da viagem), recomendo a Pousada Nossa Senhora das Graças (booking.com), lugar muito aconchegante, um cabana de uns 25metros quadrados, com aquecimento, lareira, e colcha com aquecimento ( quase nem é frio lá... rs...), TV de 20 polegadas, uma cama bem confortável e grande, com um banheiro normal, pagamos o casal por uma noite, o valor de R$ 150,00, com café da manhã, lugar muito legal, com preço junto!

Partimos então para o tão esperado Rio do Rastro, só que a uns 20km dalí, ainda em Urubici, avistamos uma linda cachoeira, aberta para visitação, entramos 1km de estrada de chão não muito boa, pagamos R$ 4,00 por cabeça e fomos nos 3 mirantes, o lugar é incrível, e se chama cachoeira do avencal, também recomendo, ainda para os mais aventureiros, tem uma tirolesa, que corta a cachoeira, mas eu, e o Bueno passamos a vez...rs

Continuando ao primeiro destino, seguimos pela SC-390 até o mirante do Rio do Rastro, antes de começarmos a descida, tiramos algumas fotos, compartilhamos com os amigos, e partimos novamente, no início das decidas, eu fiquei bem tensa, devido ao número de caminhões que desciam e subiam essa estrada, em todos, sem exceção invadem completamente a pista contratai nas curvas, mas quem tinha feito a estrada do Corvo Branco no dia anterior, não foi tão difícil assim, nada se compara aquelas descidas enormes, super inclinadas, e com curvas fechadisdimas, em uma estrada irregular. Continuamos descendo a Rio do Rastro com todo cuidado, passando por míni cachoeiras que brotavam das rochas, e alguns filetes de água, o que também deixa a pista em vários momentos molhada (cuidado), exigem um força nos punhos para freio, embreagem, e controle da moto, e para não ajudar, minha marcha lenta estava desrregulada, tive que redobrar o cuidado para não deixá-la morrer no percurso. Descemos até Lauro Müller, demos meia volta, e subimos a serra, seguindo até Passo Fundo,

Passamos por Lajes, e depois que percorremos uns 50km, avistamos um grande congestionamento, mais de 5km, como não vinha carro na contra mão, imaginamos que deveria ser um acidente, e fomos bem devagar pela pista ao lado,porque a maioria das pessoas estavam fora dos carros, quando chegamos no início do congestionamento, vimos uma carreta tombada, o guincho terminando de removê-la de lá, mas também foi nessa mesma hora que dei de cara com a Policia Federal, claro que fomos parados, o policial visivelmente irritado por termos passado por todos, inclusive o guincho, me deu uma grande bronca, dizendo que viemos pelo acostamento, argumente que não, passamos todos na pista contrária, bem devagar, me desculpei, e disse que ele tinha razão, depois de uns 2 minutos de sermão, nos liberou, e bravo disse para irmos bem devagar que o outro lado também estava todo parado, agradecemos, e seguimos, ufa...

Chegamos então a Vacaria para eu abastecer, o frentista todo desajeitado, colocou o bico de combustível de qualquer maneira, acabou empurrando para dentro do tanque uma peça que restringe o bucal, aparentemente não afetou a moto e vamos deixar para retira-la na revisão ao voltar ao Brasil.

Ontem foi um dia engraçado, teria sido ótimo se o intercomunicador gravasse as conversas, o Bueno estava hilário, demos muita risada, o ápice da diversão foi passarmos por uma cidade chama Anitta, comentei com ele e adivinhem, saiu um PREPARA, com direito a reboladinha em cima da moto, simplesmente impagável...kkkk

Também preciso comentar que a nas estradas aqui no RS, encontramos muitos pedágios abandonados,  destruídos, ou sendo removidos, tudo isso porque o governo do estado reestatizou as rodovia do estado, e devido a isso, as estradas também estão péssimas, umas das piores que pegamos em nossa viagem.

Passamos por muitas estrada esburacadas, em algumas jogaram terra com grama para tampar os buracos, uma coisa difícil mesmo... O pior veio a noite, nada ajudou, estava muito frio, mesmo com todas as nossas proteções, estrada nova para os dois, muitos buracos, e irregularidades na pista, motorista negligentes, e imprudentes, que colavam em nós, ou nos ultrapassavam de qualquer jeito, comendo a metade da nossa faixa, tudo isso complicou os 200km que percorremos a noite, apesar disso chegamos bem em Passo fundo, congelando, as 21:00, mas bem...rs... Recomendo aos motociclistas que forem rodar nessas estradas, evitem de rodar a noite, pois fica muito difícil enxergar e escapar de todos os buracos...

Obrigada a todos que tem acompanhado esse nosso início de viagem. Criamos este site motorotas.com para que nossos amigos possam acompanhar nossa aventura de 45 dias, percorrendo 4 países. Futuramente esse site se tornará um guia de rotas, e acho que vocês irão adorar o formato.

Grande Abraço, e até breve amigos!

Claide Assmann

Veja também:
- o relato do Bueno para este dia: "Dia 04, de Urubici/SC à Passo Fundo/RS".
- o relato do dia anterior: "Consertando a moto, e seguindo viagem..."
- o relato do dia seguinte: "Quinto dia de Viagem, com emoção/imprevistos, claro..."

Comentários dos Usuários

Não há comentários de usuários para este item.
Já possui uma conta?
Comentários
Powered by JReviews